Formação de professores e gestores da EJA da rede estadual do Ceará

Nos dias 30 de setembro e 01 de outubro nos encontramos com professores e gestores da EJA da rede estadual do Ceará da região do Cariri (Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha). Neste encontro refletimos sobre os fundamentos, estrutura e possibilidades de utilização do material didático “Viver, Aprender” nos diferentes modelos de atendimento à EJA. Agradecemos o acolhimento da Direção e profissionais do CEJA – Juazeiro do Norte e de todos os envolvidos nesta construção coletiva. Veja as fotos da formação:...

Assista aos vídeos com os autores da Coleção

No portal Viver, Aprender, você tem acesso a diversos vídeos. Neles os próprios autores da Coleção explicam o modo como foram estruturados os livros e dão sugestões de como usá-los em sala de aula. Para assisti-los, basta acessar a sessão Coleção, no Portal Viver, Aprender: http://www.viveraprender.org.br/colecao/ Assista ao vídeo de Ciências Humanas, com o autor Roberto Catelli Jr:   Está com dúvidas para assistir aos vídeos no Portal Viver, Aprender? Veja, passo a passo, como acessá-los:...

Governo de Minas Gerais faz chamado a jovens que desejam retomar os estudos

Na última segunda-feira (21/09), teve início a campanha VEM (Virada Educação de Minas Gerais). O principal objetivo da campanha é oferecer àqueles que tiveram  que abandonar a escola a oportunidade de retornar às salas de aula no ano que vem, em qualquer nível da Educação Básica. A Virada Educação de Minas Gerais é consequência de um movimento que tem como ideal a criação de uma escola sintonizada com as realidades dos jovens, apostando no envolvimento mútuo da comunidade escolar com a sociedade. Além disso, o movimento busca entender as razões responsáveis por levar os jovens à evasão e também pensa em como criar as condições ideais para torna a escola mais atrativa e próxima à realidade desses jovens. Para isso, foram realizadas diversas Rodas de Conversa no estado a fim de saber o que pensam os jovens a respeito da escola e o que podemos fazer para melhorá-la. Os jovens que desejarem se inscrever, deverão preencher um formulário, disponível no site da Secretaria de Educação. É possível acessar o formulário pela internet ou então dirigir-se a uma escola da rede estadual de Minas Gerias para realizar a inscrição. Veja mais em: http://www.jb.com.br/pais/noticias/2015/09/21/governo-de-mg-inicia-campanha-virada-educacao/?from_rss=None...

Revista Sinergia discute os desafios da Educação de Jovens e Adultos

Em edição especial, a Revista Sinergia – dedicada à Educação de Jovens e Adultos – publicou sete artigos escritos por alunos concluintes do Curso de Especialização em Educação Profissional Integrada à Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos. As publicações foram todas desenvolvidas no Campus São do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. O conjunto dos textos nos permite ter acesso a relevantes informações a respeito dos desafios contemporâneos das políticas públicas de educação e também sobre as discussões referente ao direito à formação integral ao longo da vida, que vem ganhando destaque nos estudos pedagógicos. Um exemplo é o artigo de Vilma Santana dos Santos, intitulado Crescimento econômico afetando a EJA no início do século XXI. Nele, discute-se as razões pelas quais o número de matrículas na EJA tem se reduzido desde 2006 em quase todo o Brasil. A versão impressa será disponibilizada a partir do mês de outubro, mas a versão digital já pode ser consultada. Basta clicar no link: http://www2.ifsp.e du.br/edu/prp/sinergia/complemento/sinergia_2015_n3/pdf_s/artigos_sinergia_2015_n3.htm  ...

Professores elaboram sequências didáticas com orientação de formadores II

No primeiro semestre deste ano, realizamos formações em diversos municípios: João Pessoa (PB), Fortaleza (CE), Piraí (RJ), Mauá (SP), Salvador (BA). O município de Franca, localizado no interior do estado de São Paulo, também está entre eles. Nos dias 28 e 29 de julho, professores, coordenadores e formadores participaram da formação desenvolvida pela Ação Educativa, cujo objetivo era apresentar e discutir caminhos possíveis para se trabalhar melhor com a coleção Viver, Aprender. Como desdobramento, os formadores propuseram aos professores que elaborassem um sequência didática. O tema propostos pela formadora de Linguagens, Heloísa Ramos, foi: Um Olhar para os Discursos Políticos Municipais. Da elaboração participaram cinco professoras que dão aula e no município de Franca (SP): Cidadania e participação social no Brasil Aline Martinêz Delalibera (Artes) Denise de Melo Mendes (Português/Inglês) Fátima das Dores Silva Fonseca (Português) Núbia Cristina Prates Santos (Português) Rosa Maria Batista Sousa (Português)     Para baixar essa e outras atividades, basta clicar no link: http://www.viveraprender.org.br/educador/atividades/ Lembre-se de que você também pode enviar sua sugestão de...

Professores elaboram sequências didáticas com orientação de formadores

No primeiro semestre deste ano, realizamos formações em diversos municípios: João Pessoa (PB), Fortaleza (CE), Piraí (RJ), Mauá (SP), Salvador (BA). O município de Franca, localizado no interior do estado de São Paulo, também está entre eles. Nos dias 28 e 29 de julho, professores, coordenadores e formadores participaram da formação desenvolvida pela Ação Educativa, cujo objetivo era apresentar e discutir caminhos possíveis para se trabalhar melhor com a coleção Viver, Aprender. Como desdobramento, os formadores propuseram aos professores que elaborassem um sequência didática. Os temas propostos pela formadora de Ciências Humanas, Ana Carolina Francischette da Costa, foram: Cidadania e participação social no Brasil e Dimensões do Brasil colonial. Da elaboração participaram professores e professoras que dão aula em escolas municipais, no município de Franca (SP): Cidadania e participação social no Brasil Jair Rosa Junior (Professor de Filosofia e Sociologia da Escola Municipal “Maria Helena Rosa Barbosa” e Centro de Ensino Supletivo Municipal “Profª. Climene Rebelo Novelino Abdala”) Lucimar Rodrigues Moreira (Professora de Geografia da Escola Municipal “Prof. Antônio Sicchierolli”) Maura Sebastiana da Silva Argenti (Professora de História da Escola Municipal “Profª. Nair Martins Rocha”) Sônia Lúcia da Silva Rodrigues (Professora de História da Escola Municipal “Prof. Antônio Sicchierolli”) Dimensões do Brasil colonial Cintia Rosa de Oliveira (Professora de História da Escola Municipal “Prof. Antônio Sicchierolli” e “José Mário Faleiros”) José Cláudio Dias da Silva (Professor de História da Escola Municipal “Maria Helena Rosa Barbosa”) Marcelo Bastos (Professor de Geografia da Escola Municipal “Maria Helena Rosa Barbosa”) Naiara Afonso Xavier (Professora de Geografia da Escola Municipal “Prof. Antônio Sicchierolli”, “José Mário Faleiros” e “Maria Helena Rosa Barbosa”) Silas Barbosa Cuba (Professor de História do Centro de Ensino Supletivo Municipal “Profª. Climene Rebelo Novelino Abdala”)  ...

Alunos de escola pública no Piauí produzem telejornal

Em comemoração aos 32 anos da escola  Cristino Castelo Branco, os alunos do 2º ano do Ensino Médio gravaram um telejornal. Nele são entrevistados alunos, a coordenadora pedagógica e a professora Neves, que trabalho durante muitos anos. A principal motivação dos alunos foi dar voz aos alunos a fim de que eles pudessem dizer o que mais gostam e o que falta na escola. O telejornal está dividido em vários quadros, sendo que, em cada um, há entrevistas com o público da escola. Além disso, há ainda a previsão do tempo, aproveitada como recurso para apontar a falta de ar-condicionado nas salas de aula. A produção e repercussão do vídeo foram noticiadas pelo Capital Teresina. Você pode ler a matéria completa, acessando o link: http://www.capitalteresina.com.br/noticias/o-aluno-e-o-reporter/alunos-de-escola-publica-produzem-jornal-para-tv-31408.html   Para assistir ao vídeo completo, basta clicar em: https://www.youtube.com/watch?v=Vmar-_Vfgdw Débora Will: previsão do...

A EJA e a política brasileira

Muitos têm dito que parte do problema político brasileiro se deve ao baixo nível educacional ou à má qualidade da escola brasileira. Não creio que a educação seja tão redentora quanto alguns querem fazer acreditar, pois existem desigualdades que são anteriores e extrapolam as possibilidades da escola. No entanto, o mestre Paulo Freire, em uma de suas frases geniais, afirmava que “Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda“. Quer dizer, não podemos apostar apenas na educação, mas também é difícil mudar sem que ela avance. Não é difícil constatar que uma democracia tem mais dificuldade de avançar quando grande parte dos eleitores desconhecem as funções efetivas das instituições para as quais elegem representantes ou ainda se não conseguem fazer uma leitura crítica da realidade para definir que posicionamentos tomar diante dos fatos da vida política e social. Considerando que o Brasil tem 13 milhões de analfabetos absolutos, 65 milhões de pessoas que não concluíram o ensino fundamental com 15 anos ou mais e 22 milhões de pessoas com 18 anos ou mais que não concluíram o ensino médio, fica evidente que a educação de jovens e adultos tem um enorme desafio educacional a ser cumprido no país que ainda deve se estender por muitas décadas. Entretanto, o esforço das políticas públicas para fazer a EJA ganhar a importância que precisa ter ainda não se faz presente na mesma proporção em que os brasileiros precisariam avançar na sua trajetória educacional. Isso ocorre, em parte, pelo desinteresse de grande parte dos governos estaduais pela modalidade e pela escassez de recursos de muitos municípios, que acabam...

Vocacional – Uma aventura humana

Eu não tinha ideia do papel afetivo do professor. Para mim era um trabalho intelectual puro. E nós trabalhávamos com os alunos em equipe. Muito respeito dos alunos para conosco, apesar de nós sentarmos ao lado deles; estudarmos com eles; jogar bola com eles nos intervalos. E nós éramos apaixonados pelo que fazíamos. E os alunos também. Newton Balzan – Supervisor de Estudos Sociais Eu costumo dizer, na verdade, que o vocacional fez uma revolução copernicana na educação, ou seja, o vocacional… ele tirou exatamente aquilo que estava centrado como um ato pedagógico no professor e trouxe, juntamente,  também para os alunos. Ary Jacobucci – Filósofo   Idealizadora de um modelo progressista e pioneiro na educação pública brasileira, os Ginásios Vocacionais, instalados na década de 60 em São Paulo, Batatais e Americana, a educadora Maria Nilde Mascellani (1931-1999) procurava a formação multidisciplinar de alunos que fossem, também, sujeitos de sua história. Para isso, as escolas funcionavam sob uma filosofia que unia projetos interdisciplinares e viagens de estudo, promovendo uma intensa participação dos alunos, sempre estimulados a se expressarem sobre todas as questões. Brutalmente interrompida pela ditadura de 1964, que perseguiu e chegou a prender também a educadora que a criou, a experiência das escolas vocacionais é relembrada e reavaliada por seus antigos professores e alunos, entre eles, o próprio diretor do filme, Toni Venturi. Assista ao documentário: http://www.dailymotion.com/video/x2glu1v_vocacional-uma-aventura-humana-01-02_school...

Aberta Consulta Pública para a construção do Plano Estadual de Educação nas Prisões

Está aberta Consulta Pública para a construção do novo Plano Estadual de Educação nas Prisões. O documento preliminar estará disponível até o dia 31 de agosto para a sociedade civil,  integrantes da rede estadual de ensino e instituições ligadas ao tema. Para consultá-lo, basta clicar no link: http://www.educacao.sp.gov.br/a2sitebox/arquivos/documentos/983.pdf Veja mais em: http://www.educacao.sp.gov.br/noticias/aberta-consulta-publica-para-a-construcao-do-plano-estadual-de-educacao-nas-prisoes *No Portal Viver, Aprender você poder baixar o emQuestão 10 – Educação nas prisões: perfil de escolaridade da população prisional de São Paulo. Esta publicação traz dados e informações sobre o perfil escolar de pessoas em espaço de privação de liberdade, tendo em vista a necessidade de implementação de políticas públicas de EJA nas unidades prisionais de São Paulo e outros estados brasileiros....
Carregando...